Gil do Vigor revela perrengues nos EUA e diz que chorou por falta de cuscuz

Escrito por em 10/12/2021

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Economista mais famoso do Brasil, Gilberto Nogueira, o Gil do Vigor, 30, participava, um dia desses, de uma festa nos Estados Unidos, para onde se mudou após ser aprovado no tão sonhado PhD em economia. Porém, a comunicação acabou se tornando um pouco difícil para ele.

Espalhafatoso como o brasileiro já conhece, Gil, em determinado momento, empolgou-se e, para fazer amizade, começou a dizer “I like you” (eu gosto de você, em inglês) para muitos homens dentro da balada. Só que a frase, no inglês, tem um peso diferente da que é entendida em solo brasileiro, e Gil acabou tendo de lidar com um de seus principais perrengues no país.

“Falava isso para todos e, depois, vi os caras com medo de mim. Quando percebi, todos da balada estavam achando que eu estava apaixonado por eles. Fui de pessoa em pessoa explicar que não era paixão, que era amizade, não estava flertando. Mas que se quisessem eu estava na pista”, brinca.

Esse é apenas um dos momentos que foram vividos pelo ex-BBB em solo americano. A partir desta quinta-feira (9), muitos outros poderão ser acompanhados em cinco capítulos no Globoplay. Trata-se do documentário “Gil na Califórnia”, que mostrará a virada de vida pela qual ele passou desde o reality até chegar à Universidade da Califórnia, em Davis.

De acordo com Patricia Cupello, diretora do projeto, o que o público poderá ver é a história de um brasileiro que lutou, perseverou e venceu na vida. Dessa forma, servirá de inspiração a muita gente. “São quatro pilares que sustentam e trazem reflexões à narrativa: família, educação, religião e sexualidade. É um mergulho na essência desse menino pobre, nordestino que foi salvo pela família e pela educação”, explica.

A série conta com uma captação documental íntima que mostra a rotina e os destinos que Gil percorre no norte do estado da Califórnia. As paisagens e os encontros com pessoas que moram na região despertam reflexões pessoais no economista. A partir dessas experiências, ele trata de temas que fazem parte da sua personalidade como a liberdade e as origens.

“No BBB, muitas vezes não conseguia me abrir, me preocupava de as pessoas me verem como vítima ou coitado. Mas quando chego aos EUA e vejo dificuldades que nunca imaginei, aquilo me deixa em choque. Os telespectadores me verão encontrando medos e desafios que nem sabia que existiam”, reforça Gil.

Fonte: NotíciasAoMinuto


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]